Para uma melhor experiência, por favor mude o seu navegador para CHROME, FIREFOX, OPERA ou Internet Explorer.
Atendimento e Previsão astrológica – Como lidar com as crises

Atendimento e Previsão astrológica – Como lidar com as crises

O que fazer quando uma Previsão Astrológica indica problemas

Na sala do astrólogo ou astróloga?

De repente, você se vê no meio da sala daquele astrólogo ou astróloga que te indicaram e que você resolveu marcar uma consulta.

Decidiu procurar alguém porque está passando por um momento difícil ou simplesmente por curiosidade – o que não é nenhum problema, já que curiosidade é uma coceira que pode te levar a diversos caminhos interessantes.

Depois de algum tempo, o(a) astrólogo(a) te dá um aviso – você tem um ano de desafios pela frente.

Quando o profissional tem um tom mais pisciano, ele já te olha com cara de drama; se ele já for alguém mais objetivo, vai te descrever uma história com tanta certeza e graus de detalhes que você já começa a formar um cenário negro na sua mente, como se o mundo fosse desabar.

Em todos os atendimentos que fiz até hoje, quando chega a hora de fazer as previsões, raríssimas são as pessoas que ouvem você dizer que há um período de crises serenamente (em sua maioria, são terapeutas ou pessoas que já fizeram consultas astrológicas antes).

Mesmo que eu tente trazer um tom de normalidade às previsões, em geral todos fazem cara de espanto e exclamações indignadas.

Ao longo da minha experiência, percebo que as pessoas morrem de medo dos problemas que relatamos e sempre acham que eles têm uma proporção muito maior do que realmente existe.

Então por isso, decidi relatar alguns casos de previsão astrológica que fiz e o resultado delas:

  • Uma previsão de demissão a uma pessoa que estava totalmente insatisfeita com o ambiente de trabalho e o rumo da sua carreira. Após a saída do emprego, deu início ao seu negócio próprio e não voltou atrás até hoje.

Uma previsão de crise no casamento, com possibilidade de separação.

  • O rompimento da relação realmente aconteceu.

Mesmo sendo um período inicialmente de tristeza, uma sequência terapêutica e a consciência do momento resultaram em um processo de grande libertação interior.

Quando o parceiro quis reatar, a pessoa já havia mudado tanto e estava tão bem que não fazia mais sentido voltar ao mesmo ponto.

  • Uma pessoa muito bem posicionada na carreira, trabalhava em uma empresa com excelente salário, mas que atravessava crises devido às mudanças políticas.

Após sua demissão e um tempo sem conseguir se recolocar no mercado, parte para outro país onde da início a uma nova fase de sua vida.

Em geral, todas as previsões astrológicas bem colocadas, com boa orientação, trazem resultantes incríveis, principalmente quando são desafiadoras.

Quando as pessoas já estão passando por um ciclo difícil, o simples fato de você dizer que ele vai passar e quando vai acabar já traz um alívio tão grande que a força para prosseguir é maior.

Sobre previsões na astrologia, eu tenho algumas ponderações, comparando os acontecimentos da vida com eventos climáticos:

Quando uma tempestade forte está por vir, o fato de saber sobre ela te dá tempo de correr para se proteger.

  • Assim, quando vejo por exemplo a possibilidade de ocorrência de acidente, orientar o cliente a dirigir com calma é um recurso de proteção enorme.
  • Após um tempo atravessando determinadas tempestades, as pessoas acabam desenvolvendo abrigos cada vez mais poderosos, sendo que alguns furacões já nem mais as afetam.

Assim, quanto mais desafios existem no mapa astrológico de uma pessoa, mais ela já aprendeu a lidar com eles.

  • Cidades que nunca passaram por intempéries simplesmente desmoronam após um vento mais forte.
    • Da mesma forma, pessoas que sempre foram muito protegidas ou que tiveram uma vida cheia de facilidades não sabem lidar com situações mais difíceis.
    • É bem conhecida a história do carvalho forte, rígido, que suporta grandes ventos, mas que quebra por inteiro nas tempestades, ao contrário do bambu, pequeno, frágil, mas que tem a capacidade de vergar e render-se à direção que o tempo rege.

Ir contra os rumos dos eventos ou tentar resistir aos acontecimentos pode trazer algum resultado nas questões mais simples, mas que não tem nenhuma eficácia quando tratamos dos assuntos mais complexos, aqueles que são o real motivo pela nossa reencarnação neste mundo.

Recentemente comecei a fazer parte de um grupo de astrologia chamado “Grupo Adoramos Crises”, da astróloga mais que querida Anna Maria Costa Ribeiro, autora de muitos livros e ministrante de diversos cursos.

A partir do conhecimento dela, minha consciência sobre as crises mudou totalmente, e foi quando passei a aproveita-las da maneira como realmente precisam ser vistas: grandes oportunidades.

Para contar um pouco sobre essa minha visão sobre as crises, fui analisar minha previsão segundo a Revolução Solar – técnica em que analisamos o local para passar o aniversário.

Vi duas conformações superdifíceis, uma em especial no setor de finanças.

Ao invés de preocupar-me, percebi que ali está uma imensa oportunidade de ganhar dinheiro, já que será necessária uma atitude da minha parte.

Previsões difíceis claramente não são a nossa opção mais confortável, mas se elas estão presentes no contexto da sua vida, é porque em algum momento da sua existência há a necessidade de aprendizado e evolução.

Quanto mais rápida for a conscientização e transformação do padrão de pensamento, o quanto antes você pode sair do ciclo previsto pelo seu astrólogo.

Por fim, encerro este texto numa mensagem que aprendi de uma amiga, com dois filhos, demitida logo após um divórcio difícil, que de uma hora para outra se viu sozinha e sem amparo de quase ninguém, mas a cada dia que passa eu a vejo crescendo cada vez mais:

“Mar calmo nunca fez bom marinheiro”.

Que os piores ventos te tragam os melhores rumos.

Deixe seu Comentário


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicar
Publicar